segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Na Vida, alguns sonham ser Borboletas!


Um dia, lá pelos idos de 26 de setembro de 1974, um JOVEM GARBOSO, quase um PRÍNCIPE de um CONTO DE FADAS, cruzou minha vida e o resultado foi este:


O tempo passou implacável como sempre e, hoje, ele tornou-se uma verdadeira LAGARTA.

O único senão neste contexto é o "acordar MARAVILHOSA"! OMG! 
Mas enfim: É vida que segue ... 


Elian! Te amo!

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Isto é Incrível!






Que o mundo é pequeno nós sabemos. 
Que com a globalização e a modernidade dos meios de comunicação, ele ficou menor ainda, nós também sabemos mas, existem coisas que eu só consigo classificar como incríveis ou inacreditáveis! 
Outro dia, estava eu a navegar pela Net quando o sinal do Messenger acusou o recebimento de uma mensagem. 
Fui ver e, do outro lado um interlocutor que não conhecia. 
FBR do Estado de Goiás/Brasil. 
A prosa transcorreu literalmente assim: 
FBR: "Bom dia Paulo,por acaso o senhor que já foi dono de um "Lada modelo Niva" vermelho? Ele está comigo atualmente." 
Bratz: "Olha só faz tempo isto, fui sim ... rs" 
FBR: "kkkkkkk ... Ficou com ele quanto tempo?" 
Bratz: "Pouco tempo. Não me adaptei. Troquei na época por um Pálio. Isto aconteceu a uns 25 anos. 
FBR: "Por aí mesmo." "Para o Senhor matar as saudades. Veja as fotos:" 





Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Agora foi o encontro dos Figueiredo's!


Brasão da família Figueiredo
Esquartelado: no primeiro de vermelho, com cinco folhas de figueira de verde, nervadas e perfiladas de ouro, postas em sautor; no segundo de verde, com banda de vermelho, perfilada de ouro, abocada por duas cabeças de serpe do mesmo; no terceiro Abranches; e no quarto de prata, com cinco arruelas de vermelho, cada uma com seu ferrão de azul, apontado para baixo.

Heráldica da família: Figueiredo 
Família descendente, por legítima varonia (baronia), do licenciado António Dias Ferrão, da casa do Adro de Avô, e de sua mulher D. Ana-Paula de Queiroz, que foram pais de Manuel de Figueiredo Ferrão Castelo-Branco, capitão de auxiliares de Coimbra e fidalgo de cota de armas, marido de D. Helena de Gouveia Freire, filha do capitão Francisco d'Abranches Ferrão, também fidalgo de cota de armas, e de sua mulher D. Ana de Gouveia Freire. Daquel casal foi filho Francisco D'A. Freire de Figueiredo, proprietário em Avô, Oliveira do Hospital, o qual casou com D. Josefa-Maria de Abreu e Castro, de Nogueira.

Foi memorável em todos os sentidos.
Primeiro porque o Dé [Fernando Rogério] completou 60 anos de idade, um primo que, desde novinho, foi super "especial".
Segundo porque seus pais, que já partiram desta vida, além de Tios foram meus segundos pais e meus amigos do peito.
Terceiro porque o evento configurou-se em uma oportunidade para reunir um pedaço da numerosa família dos Figueiredos.
Foi, simplesmente emocionante. Super feliz por ter estado com todos eles e ter podido vivenciar tudo isto, mesmo que, por momentos, tenha  sido difícil conter as lágrimas.
Deixo aqui um pequeno registro de tudo isto:









Fica também o registro da formatura de uma das minhas sobrinhas queridas em Nutrição.
Parabéns Flavinha, todo o sucesso do mundo para você!








Bratz Elian!
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 4 de setembro de 2017





O amigo João Fadário do Blog Entre Linhas Direcionadas recebeu o convite e repassou também ao "enfim! é o que tem pra hoje" a tag "Irmandade das Blogueiras. 
Agradeço ao amigo João pela consideração e deixo os amigos leitores, que desejarem participar, à vontade para aderirem ao movimento.
As regras: 
- Agradecer e marcar o blog que te nomeou.
- Responder às 10 perguntas.
- Indicar 10 blogueiros e avisá-los.
- Criar 10 novas perguntas para os novos nomeados. 
Quanto às perguntas para os nomeados, elas são as seguintes:
1 - Estás a ler algum livro? Se sim, qual?
No momento nenhum livro estou a ler.
2 - Se fizesses parte de uma novela, que personagem serias? 
Acabei de assistir a primeira temporada da série "Lúcifer" no Netflix. Adorei. Encantei-me com o personagem central da trama interpretado por Tom Ellis. Sem dúvida alguma, hoje, este seria o personagem que eu desejaria ser.


- Uma música que demonstre como te sentes neste momento.
Não que eu esteja melancólico, mas esta música eu tenho como uma das maís belas de todos os tempos. Ela me encanta em todos os momentos de minha vida.



4 - Se pudesses visitar algum lugar do Mundo, o que visitavas e porquê?
Sem dúvida alguma viajar é a coisa que mais gosto de fazer nesta vida. Conheço bem o Brasil e tive a chance de visita alguns países maravilhosos, alguns dos quais gostaria de poder voltar, Portugal é um deles.
Agora, meu sonho de consumo é ir a Berlim - Alemanha. Para mim é um puro fetiche.


5 - O que é que é feio, mas tu achas bonito?
Tudo o que se mostra no estilo "underground". Isto me fascina.




6 - Diz o nome de uma pessoa que tu gostasses de conhecer pessoalmente.
Presidente Macron!

#simplesassim

7 - Completa a frase: "Eu não vou morrer sem..."
Viver plena e abundantemente tudo o que eu tenho direito.
8 - Doce ou salgado?
Sempre salgado.
9 - O que é importante para ti, quando conheces uma pessoa?
Caráter.
10 - Se tivesses a oportunidade de fazer uma pergunta à qual terias a resposta, qual fazias?
A eterna questão do SER. O que somos? Qual o verdadeiro propósito da vida.

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Família Braccini - Um Encontro ao Acaso!

D'azzurro al destrochiero armato al naturale impugnate una spada d'argento.

Se houvéssemos marcado não teria acontecido, a vida é assim, ela mesma se encarrega de colocar as pessoas no mesmo lugar.
Assim foi ontem.
Fui a um evento na Amadoria Gastrô onde meu irmão vende as iguarias da Cuccina Braccini e não é que uma parte da família Braccini também fez o mesmo!
Foi um dia agradabilíssimo. Primos, filhos de primos, neto de prima, irmão, irmã e eu.
Fica o registro por aqui.

Heráldica da Família Braccini:

Famiglia originaria della Toscana, di antica e nobile tradizione, propagatasi, nel corso dei secoli, in diverse regioni d'Italia. Tale cognominizzazione, anteriore al XV secolo, dovrebbe derivare, attraverso modifiche di fonetica dialettale, dall'aferesi del nome medioevale Fortebraccio; tuttavia, non si esclude una derivazione dal nome medioevale germanico Brachus, modificatosi e modellatosi, nel processo di latinizzazione, attraverso il ricorso a diminutivi o vezzeggiativi. I nomi dei membri della famiglia Braccini si trovano, di sovente, menzionati in documenti ed atti notarili, sin dai secoli trascorsi, dai quali appare la loro elevata condizione.













Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...






segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Paz na Síria!




Centenas de balões brancos e vermelhos lançados ao céu aos gritos de السلام في سوريا, apresentações culturais e mensagens de solidariedade simbolizaram o desejo da comunidade árabe pelo retorno da paz da Síria na manhã do dia 15 de agosto, na Praça da Liberdade em Belo Horizonte.
Pedimos pelo fim do conflito no país do Oriente Médio onde a guerra civil, que já dura seis anos, devasta o território daquele país.
Na praça estiveram sírios, libaneses e seus descendentes, refugiados que vieram para o Brasil por causa do conflito, além de brasileiros que têm parentes e amigos vindos de lá. 
Todos mostraram sua consternação pela atual situação vivida naquela nação onde mais de 400 mil pessoas já morreram vítimas de armas e bombas, sendo que a grande maioria delas são crianças e mulheres. 
Sou casado com o Wanderley Elian, neto de sírios e aprendi a respeitar este povo em suas lutas, suas tradições e sua cultura. 
Desde 1974 sou frequentador assíduo de todos os eventos da comunidade síria aqui em Belo Horizonte onde fiz inúmeros amigos. 
Em 1994, tive o enorme prazer de fazer uma viagem por toda a Síria com amigos da colônia.
Uma riqueza de aventura.













Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin